SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
FECHAMENTO DO BIMESTRE E ROTEIRO PARA O TRABALHO DE PESQUISA E PRÁTICO
mar 16th, 2019 by Sardinha

Fechamento do bimestre e Roteiro do trabalho – 2º ano ENSINO MÉDIO 16/03/19 – ARTES – 1º BIMESTRE 2019

 

1- FECHAMENTO DO BIMESTRE:

 INSTRUMENTOS:

 I – Textos – O que é Arte? , O que é Cultura? ,  O que é Sociedade? , Arte : Egípcia, Grega, Romana, Paleocristã I/II, Bizantina, Românica, Gótica, Renascentista, Barroca e Neoclássica.  – 0,5 ponto

II – Pesquisa – 1,5 pontos

III-  Prático    – 2,5 pontos

IV – Avaliação Escrita – 5,0 pontos

V – Atitudinal – 0,5 ponto

 2- INSTRUMENTO II: PESQUISA

 Tema: Estudo da Arquitetura Clássica e Religiosa

 Objetivo: Pesquisar as características e elementos principais da arquitetura dos períodos: Grécia, Roma, Bizantino, Românico, Gótico, Renascimento, Barroco e Neoclássico. O trabalho deverá ser montado da seguinte forma:

Desenvolvimento:

a) Utilizar o programa PowerPoint para apresentação do trabalho;

b) Slide 1: Capa do trabalho contendo: nome completo, turma, data, nome da escola e tema do trabalho;

c) Slide 2: Inserir uma imagem da arquitetura Grega e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

d) Slide 3: Inserir uma imagem da arquitetura Romana e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

e) Slide 4: Inserir uma imagem da arquitetura Bizantina e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

f) Slide 5: Inserir uma imagem da arquitetura Românica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

g) Slide 6: Inserir uma imagem da arquitetura Gótica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

h) Slide 7: Inserir uma imagem da arquitetura Renascentista e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

i) Slide 8: Inserir uma imagem da arquitetura Barroca e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

j) Slide 9: Inserir uma imagem da arquitetura Neoclássica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

k) Data de envio do trabalho: até as 00:00 h do dia 30/03/19

OBS: Meio de envio: e-mail – berg.sardinha@bol.com.br

3– INSTRUMENTO III: – TRABALHO PRÁTICO

Tema Geral: “Conhecendo a cidade que vivo”

Tema Central: Arquitetura em Porto Real

Movimentos estudados:  Grécia, Roma, Bizantino, Românico, Gótico, Renascimento e Neoclássico.

Objetivo: Estudar as características dos movimentos acima citados na arquitetura apresentada nas construções em Porto Real.

Desenvolvimento:

1) Registrar através de fotografia fragmentos e elementos da arquitetura dos movimentos artísticos Grécia, Roma, Bizantina, Românico, Gótico, Renascimento e Neoclássico encontrados em construções ao longo da cidade;

2) Após o registro fotográfico, utilizar o PowerPoint para armazenar os mesmos da seguinte forma:

a) Slide 1 – Capa do trabalho contendo: nome completo, turma, data, nome da escola e tema do trabalho;

 b) Slide 2 – Inserir o registro fotográfico extraído da observação de construções existentes na cidade de Porto Real referente a elementos da arquitetura Grega, Romana, Renascentista e Neoclássica. Indicar com seta o nome técnico do elemento observado. Mínimo três elementos;

 c) Slide 3 – Inserir o registro fotográfico extraído da observação de construções existentes na cidade de Porto Real referente a elementos da arquitetura Bizantina, Românica e Gótica. Indicar com seta o nome técnico do elemento observado. Mínimo três elementos;

 d) Slide 4Conclusão do trabalho – Texto explicativo relatando a experiência adquirida referente as visitas e observações das construções, mencionando o nome da construção observada, data da visita e pequena história da construção estudada.

3) Os trabalhos serão em grupo, seguindo o critério abaixo:

2001 – Dividir a turma em 6 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 3 alunos = 7 grupos

2002 – Dividir a turma em 5 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 6 alunos = 6 grupos

2003 – Dividir a turma em 6 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 3 alunos = 7 grupos

OBS: O mesmo grupo fará os trabalhos de pesquisa e prático.

4) Data de envio do trabalho: até as 00:00 h do dia 30/03/19

5) Meio de envio: e-mail – berg.sardinha@bol.com.br

4- INSTRUMENTO IV:  AVALIAÇÃO ESCRITA – Conteúdo:

  1. O que é cultura?
  2. O que é Arte?
  3. O que é Sociedade?
  4. História da arte – Primitivo até neoclássico (todos os textos)

5- INSTRUMENTO V: Avaliação atitudinal

  1. A) Assiduidade – 0,1 décimo
  2. B) Responsabilidade/Comprometimento – 0,2 décimos
  3. C) Comportamento – 0,2 décimos
O QUE É SOCIEDADE
mar 16th, 2019 by Sardinha

O que é Sociedade:

Sociedade é um conjunto de seres que convivem de forma organizada. A palavra vem do Latim societas, que significa “associação amistosa com outros”.

As sociedades humanas são objeto de estudo da Sociologia e da Antropologia, enquanto as sociedades animais são estudadas pela Sociobiologia e pela Etologia.

O conceito de sociedade pressupõe uma convivência e atividade conjunta do homem, ordenada ou organizada conscientemente. Constitui o objeto geral do estudo das antigas ciências do estado, chamadas hoje de ciências sociais. O conceito de sociedade se contrapõe ao de comunidade ao considerar as relações sociais como vínculos de interesses conscientes e estabelecidos, enquanto as relações comunitárias se consideram como articulações orgânicas de formação natural.

Uma sociedade humana é um coletivo de cidadãos de um país, sujeitos à mesma autoridade política, às mesmas leis e normas de conduta, organizados socialmente e governados por entidades que zelam pelo bem-estar desse grupo.

     Os membros de uma sociedade podem ser de diferentes grupos étnicos. Também podem pertencer a diferentes níveis ou classes sociais. O que caracteriza a sociedade é a partilha de interesses entre os membros e as preocupações mútuas direcionadas a um objetivo comum.

O termo sociedade também pode se referir a um sistema institucional formado por sócios que participam no capital de uma empresa, por exemplo, sociedade anônima, sociedade civil, sociedade por cotas, etc. Nesta vertente de negócios, uma sociedade é um contrato pelo qual duas ou mais pessoas se obrigam a contribuir com bens ou serviços para o exercício em comum de certa atividade econômica, a fim de repartirem os lucros resultantes dessa atividade.

Um grupo de pessoas com interesses comuns, que se organizam em torno de uma atividade, obedecendo a determinadas normas e regulamentos, também se denomina sociedade, por exemplo: sociedade de física, sociedade de comerciantes, etc.

O QUE É CULTURA?
mar 16th, 2019 by Sardinha

                                                                                             O que é Cultura:
Cultura significa cultivar, e vem do latim colere. Genericamente a cultura é todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo homem não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade como membro dela que é.
Cada país tem a sua própria cultura, que é influenciada por vários fatores. A cultura brasileira é marcada pela boa disposição e alegria, e isso se reflete também na música, no caso do samba, que também faz parte da cultura brasileira. No caso da cultura portuguesa, o fado é o patrimônio musical mais famoso, que reflete uma característica do povo português: o saudosismo.
Cultura na língua latina, entre os romanos tinha o sentido de agricultura, que se referia ao cultivo da terra para a produção, e ainda hoje é conservado desta forma quando é referida a cultura do soja, a cultura do arroz etc.
Cultura também é definida em ciências sociais como um conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e práticas sociais, aprendidos de geração em geração através da vida em sociedade. Seria a herança social da humanidade ou ainda de forma específica, uma determinada variante da herança social. Já em biologia a cultura é uma criação especial de organismos para fins determinados.
A principal característica da cultura é o mecanismo adaptativo que é a capacidade, que os indivíduos tem de responder ao meio de acordo com mudança de hábitos, mais até que possivelmente uma evolução biológica. A cultura é também um mecanismo cumulativo porque as modificações trazidas por uma geração passam à geração seguinte, onde vai se transformando perdendo e incorporando outros aspetos procurando assim melhorar a vivência das novas gerações.
O conceito de cultura organizacional remete para o conjunto de normas, padrões e condições que definem a forma de atuação de uma organização ou empresa.
A cultura é um conceito que está sempre em desenvolvimento, pois com o passar do tempo ela é influenciada por novas maneiras de pensar inerentes ao desenvolvimento do ser humano.

                         Cultura na Filosofia
De acordo com a filosofia a cultura é o conjunto de manifestações humanas que contrastam com a natureza ou o comportamento natural. É uma atitude de interpretação pessoal e coerente da realidade, destinada a posições suscetíveis de valor íntimo, argumentação e aperfeiçoamento. Além dessa condição pessoal, cultura envolve sempre uma exigência global e uma justificação satisfatória, sobretudo para o próprio. Podemos dizer que há cultura quando essa interpretação pessoal e global se liga a um esforço de informação no sentido de aprofundar a posição adotada de modo a poder intervir em debates. Essa dimensão pessoal da cultura, como síntese ou atitude interior, é indispensável.

                        Cultura na Antropologia
Cultura na antropologia é compreendida como a totalidade dos padrões aprendidos e desenvolvidos pelo ser humano. A cultura como antropologia tem como objetivo representar o saber experiente de uma comunidade, saber obtido graças à sua organização espacial, na ocupação do seu tempo, na manutenção e defesa das suas formas de relação humana. Estas manifestações constituem aquilo que é denominado como a sua alma cultural, os ideais estéticos e diferentes formas de apresentação.

                          Cultura Popular
A cultura popular é algo criado por um determinado povo, sendo que esse povo tem parte ativa nessa criação. Pode ser literatura, música, arte etc. A cultura popular é influenciada pelas crenças do povo em questão e é formada graças ao contato entre indivíduos de certas regiões

O QUE É SOCIEDADE?
mar 16th, 2019 by Sardinha

CULTURA SERVE PARA QUÊ?
mar 16th, 2019 by Sardinha

ARTE SERVE PARA QUÊ?
mar 16th, 2019 by Sardinha

O QUE É ARTE?
mar 16th, 2019 by Sardinha

O que é Arte:

     Arte é a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e ideias, com o objetivo de estimular esse interesse de consciência em um ou mais espectadores, e cada obra de arte possui um significado único e diferente.

A arte está ligada à estética, porque é considerada uma faculdade ou ato pelo qual, trabalhando uma matéria, a imagem ou o som, o homem cria beleza ao se esforçar por dar expressão ao mundo material ou imaterial que o inspira. Na história da filosofia tentou se definir a arte como intuição, expressão, projeção, sublimação, evasão, etc. Aristóteles definiu a arte como a imitação da realidade, mas Bergson ou Proust a vêem como a exacerbação da atipicidade intrínseca ao real. Para Kant, a arte será aquela manifestação que produza uma “satisfação desinteressada”.

À luz do Romantismo, do Vitalismo, da Fenomenologia, do Marxismo, surgem também outras e novas interpretações de “arte”. A dificuldade de definir arte está na sua direta relação e dependência com a conjuntura histórica e cultural que a fazem surgir. E isso sucede porque ao se instaurar e estabilizar um novo “estilo”, este rompe os sistemas e códigos estabelecidos.

Arte é um termo que vem do Latim, e significa técnica/habilidade. A definição de arte varia de acordo com a época e a cultura, por ser arte rupestre, artesanato, arte da ciência, da religião e da tecnologia. Atualmente, arte é usada como a atividade artística ou o produto da atividade artística. A arte é uma criação humana com valores estéticos, como beleza, equilíbrio, harmonia, que representam um conjunto de procedimentos utilizados para realizar obras.

Para os povos primitivos, a arte, a religião e a ciência andavam juntas na figura, e originalmente a arte poderia ser entendida como o produto ou processo em que o conhecimento é usado para realizar determinadas habilidades.Para os gregos, havia a arte de se fazer esculturas, pinturas, sapatos ou navios.

Lista das artes

A arte apresenta-se através de diversas formas como, a plástica, música, escultura, cinema, teatro, dança, arquitetura etc.

Alguns autores (como Hegel e Ricciotto Canudo) e pensadores organizaram as diferentes artes em uma lista numerada. A inclusão de algumas formas de arte não foi muito consensual, mas com a evolução da tecnologia, esta é a lista mais comum nos dias de hoje:

 

1ª Arte – Música;
2ª Arte – Dança / Coreografia;
3ª Arte – Pintura;
4ª Arte – Escultura;
5ª Arte – Teatro;
6ª Arte – Literatura;
7ª Arte – Cinema;
8ª Arte – Fotografia;
9ª Arte – Histórias em Quadrinhos;
10ª Arte – Jogos de Computador e de Vídeo;
11ª Arte – Arte digital.

 

O BARROCO
fev 20th, 2019 by Sardinha

O BARROCO Folha 1

O Barroco foi um tipo de manifestação artística entre os séculos XVI e XVIII. No Brasil, podemos encontrar arte barroca até meados do século XIX. Foi um período marcado pela luta entre a igreja católica e a protestante.
Os jesuítas são os principais divulgadores do Barroco , espalhando seus templos por todo o mundo, na luta contra a Reforma.
A igreja católica procurava envolver o povo pela emoção, realizando uma propaganda religiosa através da arte. Exploravam a dramaticidade através do aspecto teatral das obras e do gosto pelas cenas de martírio. Trabalharam o sensualismo, usando o mundo das aparências através da textura da seda, do cetim e do veludo.
Já a igreja protestante assumiu uma postura mais racional, com interesse político, onde a arte foi caracterizada por retratos da realidade e por temas corriqueiros do cotidiano.
O nome barroco se deve à crítica neoclassicista para depreciar a arte que lhe antecedeu , arte livre e exuberante .
Um dos principais aspectos da estética barroca é o sentido religioso , o misticismo , a exuberância de um caráter ascensional . A presença de Deus se agiganta , sufocando o próprio homem.
Caracterizou-se pelo movimento sinuoso e retorcido das formas, pela exuberância de detalhes e ornamentos sem função prática. Muita ostentação, abuso das linhas curvas e sinuosas, sendo que a elipse e o ¨s¨ foram as principais formas utilizadas neste período.
É uma época de conflitos espirituais , filosóficos e morais . O homem se coloca em constante dualismo : paganismo X cristianismo e espírito X matéria . A arte levava o espectador a um extremo de emoção. O emocional sobrepõe o racional ; a busca de efeitos decorativos e visuais , através de curvas , contracurvas , colunas retorcidas , movimentação de formas , abundância de elementos decorativos , contrastes ; formas livres , fuga do geométrico , predomínio do vertical ; entrelaçamento da arquitetura e da escultura ; violentos contrastes de luz e sombra , figura vindo para a frente , contrastando com o fundo escuro ; pintura de tetos com efeito ilusionistas , dando-nos às vezes a impressão de ver o céu , tal a aparência de profundidade conseguida .
A pintura dava ênfase sobre a luz e a cor, desprezando o equilíbrio simples. Em todo o barroco houve preferência por composições complicadas e uso de formas sinuosas, marcadas por pinceladas impulsivas e pastosas. O tom castanho predominou e era acentuado pelo contraste claro-escuro e pelo antagonismo da luz e sombra. Dentre os pintores destacaram-se Caravaggio, Rubens, Velásquez, Van Dyck, Frans Hals, Verneer e Rembrandt.
A arquitetura era caracterizada por elementos supérfluos e por sua repetição. As formas das construções clássicas foram usadas e combinadas entre si. Romperam com o movimento ritmado do Renascimento, introduzindo volutas e cimalhas curvas em suas fachadas o que impunha à arquitetura a idéia de movimentação e dinamismo. Os arquitetos que se destacaram foram Bernini e Barromini.

O BARROCO Folha 2

A escultura procurou ser sensual, apelativa e emocional, mostrando um profundo conhecimento do corpo humano. Representou figuras dotadas de movimento, gestos violentos e contorcidos e roupagens revoluteadas, aumentando o efeito de excitação e movimento. Nesta área devemos destacar as produções do também arquiteto Bernini.
O Barroco teve grandes manifestações plásticas no Brasil e o principal nome a ser destacado é o de Antônio Francisco Lisboa ( o Aleijadinho ), por suas produções escultóricas, arquitetônicas e decorativas, onde trabalhou a forma barroca com grande qualidade expressiva.
Na França , o Barroco tem como obra mais importante , na arquitetura , o palácio de Versailles , obra de Luís de Vau e Júlio Monsart .
Na península Ibérica , o Barroco adquire prestígio , principalmente na Espanha . Na escultura destacam-se Alonso Cano , Martinez Montañes e Gregório Hernández . Na pintura , José Ribera, considerado “o Caravaggio espanhol “, Murilo e Velásquez, um dos maiores gênios da pintura universal .
Nos países baixos , destacam-se os pintores holandeses Franz Hals e Rembrandt e os Belgas Van Dick e Rubens .

-Considerações:

– Gian Lorenzo Bernini ( 1590-1680) , arquiteto , urbanista , decorador e escultor . Sua principal obra é a praça de São Pedro , no Vaticano ,com a famosa colunata .
– Tintoretto, precursor do novo estilo .
– Caravaggio ( 1573-1610) , grande decorador e pintor barroco , famoso pelo realismo e inspiração popular de seus personagens .
– Andrea de Pozzo ( 1642-1709) , decorador de tetos , famoso pela técnica ilusionista , e autor do painel da “Chiesa Gesu” , em Roma , principal templo jesuíta .

O NEOCLÁSSICO
fev 20th, 2019 by Sardinha

O NEOCLASSICISMO

O século XIX foi marcado pela mistura entre subjetividade e objetividade; o estilo neoclássico pelo racionalismo, onde os aspectos intelectuais em geral predominaram sobre o emocionais. As criações neoclássicas apresentavam harmonia e beleza, baseando-se nos modelos clássicos do passado grego-romano. O belo ideal trouxe a perfeição e a objetividade das linhas acadêmicas, mas limitou a imaginação do artista, que passou a seguir modelos pré-determinados de composição, representação e cromatismo. Foram realizados estudos, na antiguidade clássica, para saber quais as proporções ideais para a construção de um prédio e estas foram repetidas com precisão neste período. Os pintores e escultores neoclassicistas copiavam os baixos relevos e as estátuas antigas para aperfeiçoar sua técnica. A principal virtude artística deste período era a cópia exata e não a criação de novos elementos. O melhor artistas era aquele que copiava com maior perfeição. O pintor que mais se destacou neste período foi David que se tornou um ditador artístico, influenciado desde o desenho do mobiliário até os trajes femininos.

O neoclassicismo teve grande influência na arquitetura dos Estados Unidos da América. No Brasil foi o motivo da implantação da Academia Imperial de Belas Artes, que oficializou o ensino das artes plásticas, abrindo espaço para a formação de importantes artistas acadêmicos em nosso país como é o caso de Vitor Meireles e de Pedro Alexandrino.

A teoria de existe uma beleza pura , absoluta , ideal , uma beleza que não se encontra na natureza mas no espírito humano , uma beleza fruto da técnica e do estudo , regida pela razão , encontra aceitação nas academias de arte , principalmente na França .

Suas características principais :

–  Retorno ao passado ,pela imitação dos modelos antigos grego – latinos;

–  academicismo nos temas e nas técnicas , isto é, sujeição aos modelos e às regras ensinadas nas escolas ou academias de belas – artes ;

–  convencionalismo rígido , nos temas e nas técnicas , derivado do estudo das obras da antigüidade grego – romana ;

–  arte entendida como imitação da natureza , num verdadeiro culto à teoria de Aristóteles .

Na pintura , observa-se formalismo na composição e, refletindo o racionalismo dominante , exatidão nos contornos . Distinguem-se os pintores franceses David ( 1748-1825) , introdutor da pintura neoclássica na França  e Ingres ( 1780-1867) , desenhista , autor de obras de contornos nítidos e formas puras .

Na arquitetura , a imitação dos modelos clássicos é clara , como se pode ver no arco do triunfo da praça L’Etoile , em Paris , projetado por Chalgrin , celebrando a vitória de Napoleão Bonaparte em Austerlitz e na porta de Brandemburgo , em Berlim , comemorando os feitos de Frederico ll , projetada pelo alemão Langhans.

Na escultura , merece menção o escultor italiano Canova , grande perito no trato com o mármore e autor de obras famosas como: Perseu e a estátua de Paulina Bonaparte Borguese .

O RENASCIMENTO
fev 20th, 2019 by Sardinha

A ARTE NA IDADE MODERNA

O Renascimento

      Por  Renascimento ou Renascença entende-se o período que marca a transição da Idade Média para a Idade Moderna                             

      Foi um movimento de renovação cultural e artística .                                                                                            A renovação das estruturas sociais , políticas econômicas transforma o panorama cultural e artístico        Redescobre-se a cultura clássica grego -romana , surgindo  uma nova cultura marcada por um  neopaganismo em oposição ao Cristianismo .

A austeridade medieval é substituída pela ostentação e pelo luxo ; o mundanismo sobrepõe-se à fé ; o homem se põe no centro do universo , inaugurando o Humanismo .

A arte renascentista assenta-se nas seguintes características :

–  inspiração em modelos grego – latinos , de onde se  extrai a unidade , o        equilíbrio e a harmonia ;

–  exaltação do homem, revelada na valorização da beleza física , na     representação dos nus e na busca da perfeição anatômica , como se pode                    observar nas obras de Miguel Ângelo ;

–  gosto pela  ostentação ;

–  volta a natureza como fonte de inspiração ;

Na pintura , observa-se , em primeiro lugar , sua autonomia . Novas  técnicas e conquista do espaço tridimensional , através da exploração da perspectiva científica  –  em que se notabilizaram Paolo Uccello e Leonardo da Vinci   –   e através do emprego  de técnicas de cor como o  “sfumato “ e o “claro – escuro”.

      No  campo da escultura ,  nota-se a perfeição anatômica , o dinamismo e o naturalismo ,  numa influência nítida dos padrões grego – latinos .

Na arquitetura , assistimos ao retorno dos padrões clássicos , como predomínio da horizontal sobre a vertical ; emprego dos elementos grego – latinos   –   as ordens arquitetônicas , o frontão triangular ,  as arcadas e abobádas à moda romana , elevando às cúpulas  –   de que é um belo exemplo a basílica de São Pedro , em Roma .

O  RENASCIMENTO NA  ITÁLIA       

       Berço da Renascença  , a Itália tem em Florença a capital da arte renascentista .

Do ponto de vista artístico  , o Renascimento italiano atravessa três períodos:

–  O Trecento , período  dos primitivos , anunciado nos fins do século Xlll, com                                    o escultor Nicolau de Pisa e acentuado no século XlV com Giotto .

–  O Quatrocento , idade de ouro do Renascimento , no século XV , quando as artes contam com a proteção dos mecenas , como Lourenço , o Magnífico, Júlio ll e Leão X , revelando-se , então, os maiores gênios artísticos .

– O Cinquecento , no século XVl , em que, mantendo-se as tradições de perfeição e beleza , não se seguem os passos dos grandes mestres anteriores .

ESCULTURA

Sob o impulso de Frederico ll, grande protetor dos artistas , em princípios do século Xlll, são executadas as primeiras obras de gosto clássico .

Em Florença , na Toscana , Nicolau de Pisa enriquece o batistério com magníficos relevos . Depois executa o púlpito da catedral de Siena .

O primeiro grande escultor , porém ,é Lorenzo Ghiberti , que, nas portas de bronze do batistério , em Florença , esculpe maravilhosas cenas do Antigo Testamento .

Em meados do século XV , com a volta dos papas de Avinhão para Roma, esta adquire o seu prestígio . Protetores das artes , os papas deixam o palácio de Latrão e passam a residir no Vaticano. Ali , grandes escultores se revelam , o maior dos quais é Miguel Ângelo , que domina toda a escultura italiana do século XVl .

PINTURA

Giotto é o grande percursor do Renascimento italiano . 

Masaccio ( Tommaso di san Giovanni di Simoni Guide , 1401-1428), conhecedor perfeito forma e da cor .

Fra Angelico ( 1387-1455) compõe obras que são verdeira apoteose do gênio cristão , interpretadas com  ternura e alegria de uma alma delicada .

Botticelli , primeiro artista francamente pagão , apaixona-se pelo humanismo e nos dá uma idéia perfeita do “romantismo artístico “que se atingira .

Ao findar o século Xv , a arte italiana da pintura é senhora de técnica perfeita , domina todos os processos e alcança os mais vastos domínios do espírito e do sentimento . Estava pronto o campo para os três grandes gênios do século XVl .

Leonardo da Vinci   –   o gênio completo , que soube unir a percepção espiritual a uma mentalidade científica .

Suas obras principais : Virgem das rochas, Última ceia   –  obra que tem cópias espalhadas por todo o mundo , e que foi pintada nas paredes de um refeitório monástico em Milão  –  e a Gioconda ,  famoso  retrato encontrado hoje no museu do Louvre .

Miguel Ângelo Buonarrotti , natural de Florença , pintor e escultor . Na pintura , temos o teto da capela Sistina , no Vaticano e o célebre Juízo final , pintado na parede  do alta – mor da mesma capela .

Rafael Sanzio , a terceira grande figura do Renascimento italiano , famoso por suas “madonas”, tão doces que  se torna difícil apreciar a  força e o controle de sentimento que há por trás delas.

ARQUITETURA

Nicolau V, eleito papa , é o introdutor do movimento renascentista em Roma .

Humanista ,este papa inicia as grandes reformas arquitetônicas que imortalizariam a “ cidade eterna” : encarrega Alberti de erguer uma catedral sobre o túmulo de São Pedro , seguindo um projeto de bramante, mas a obra não se concretiza .

Só em 18 de Abril de 1506, Júlio ll , então papa, coloca solenemente a primeira  pedra da  maior basílica  do mundo .

São nomes da arquitetura renascentista italiana :

–  Alberti , um dos fundadores da arquitetura do Renascimento .

–  Bruneleschi , autor da catedral  de Florença

– Bramante , projetista , auto da planta da basílica de São Pedro, em Roma .

– Miguel Ângelo Buonarroti , projetista da cúpula da basílica de São Pedro .

O  RENASCIMENTO NA FRANÇA       

A escola renascentista na França tem seu ponto forte na arquitetura , sobressaindo os nomes de PierreLescot , que projeta a fachada principal do palácio do Louvre de Denis Sourdeau , que projetou o castelo de  Chambord.

O RENASCIMENTO NA  ESPANHA         

A escola renascentista espanhola inaugura o estilo plateresco , que se alastra por Toledo , Alcalá , Salamanca , Sevilha etc.

Grandes monumentos : palácio de Carlos V, alcáçar de Toledo , palácio do Escorial etc.

O RENASCIMENTO EM PORTUGAL  

Na  arquitetura ,  o Renascimento português produz o estilo manuelino , no qual dominam os  temas do capítulo de Tomar e do mosteiro dos Jerônimos , em Belém .

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance: WordPress   »  Style: Ahren Ahimsa