SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
TRABALHO 1º BIMESTRE – ENSINO FUNDAMENTAL – 9º ANO
mar 18th, 2019 by Sardinha

TRABALHO 1º BIMESTRE – ENSINO FUNDAMENTAL – 9º ANO

1- TEMA: CONFLITOS NA ADOLESCÊNCIA – Trabalho Prático

1.1- Assistir ao documentário pertinente ao assunto

1.2- Trabalho individual

1.3- Subtema a serem abordados:

. Drogas Ilícitas e ilícitas

. Relacionamentos

. Sexualidade

. Aparência Física

. Religião

. Família

. Redes Sociais

. Preconceito

. Valores

. Planos para o futuro

. Ciberbullying

1.4- Trabalho: Confeccionar uma pintura em cartolina branca onde o subtema escolhido seja traduzido em formas, linhas  e cores, de acordo com o movimento artístico escolhido. Toda a cartolina deverá ser pintada, inclusive deverá ter margem de 2 cm em torno da mesma. sendo a margem na cor preta. No verso do trabalho deverá conter um breve relato sobre a experiência adquirida ao confeccionar o trabalho, título da obra e o significado da obra. Não esquecer de inserir nome e turma no verso do trabalho.

2- TEMA: DO ROMÂNTICO AO ABSTRATO – Trabalho de Pesquisa

2.1- Assistir as aulas ministradas e ler os textos sugeridos

2.2- Pesquisar a características principais da pintura do Romantismo ao Abstracionismo, apontando uma obra que sintetize o movimento artístico. O trabalho deverá ser confeccionado em PowerPoint e desenvolvido em grupo de até 4 alunos, a saber:

a) Slide 1 – Capa, contendo nome da escola, nome e número dos participantes do grupo, data, tema e turma

b) Slide 2Romantismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

c) Slide 3Realismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

d) Slide 4 Impressionismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

e) Slide 5 Pós-impressionismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

f) Slide 6 Expressionismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

g) Slide 7 Fauvismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

h) Slide 8 Cubismo – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

i) Slide 9 Abstracionismo ( Cavaleiro Azul ) – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

j) Slide 10 Abstracionismo ( Suprematismo ) – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

k) Slide 11 Abstracionismo ( Neoplasticismo ) – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

l) Slide 12 Abstracionismo ( Expressionismo abstrato ) – Adicionar uma obra e a referência biográfica da obra ( nome e data de confecção e nome do pintor ). Inserir características principais do movimento artístico e da obra.

 

3- DATA DE ENTREGA – TRABALHO 2 – ATÉ 00:00H DO DIA 25/03/19

TRABALHO 1 – 08/04/19

Obs: ENVIAR TRABALHO PARA O E-MAIL: berg.sardinha@bol.com.br

 

FECHAMENTO DO BIMESTRE E ROTEIRO PARA O TRABALHO DE PESQUISA E PRÁTICO
mar 16th, 2019 by Sardinha

Fechamento do bimestre e Roteiro do trabalho – 2º ano ENSINO MÉDIO 16/03/19 – ARTES – 1º BIMESTRE 2019

 

1- FECHAMENTO DO BIMESTRE:

 INSTRUMENTOS:

 I – Textos – O que é Arte? , O que é Cultura? ,  O que é Sociedade? , Arte : Egípcia, Grega, Romana, Paleocristã I/II, Bizantina, Românica, Gótica, Renascentista, Barroca e Neoclássica.  – 0,5 ponto

II – Pesquisa – 1,5 pontos

III-  Prático    – 2,5 pontos

IV – Avaliação Escrita – 5,0 pontos

V – Atitudinal – 0,5 ponto

 2- INSTRUMENTO II: PESQUISA

 Tema: Estudo da Arquitetura Clássica e Religiosa

 Objetivo: Pesquisar as características e elementos principais da arquitetura dos períodos: Grécia, Roma, Bizantino, Românico, Gótico, Renascimento, Barroco e Neoclássico. O trabalho deverá ser montado da seguinte forma:

Desenvolvimento:

a) Utilizar o programa PowerPoint para apresentação do trabalho;

b) Slide 1: Capa do trabalho contendo: nome completo, turma, data, nome da escola e tema do trabalho;

c) Slide 2: Inserir uma imagem da arquitetura Grega e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

d) Slide 3: Inserir uma imagem da arquitetura Romana e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

e) Slide 4: Inserir uma imagem da arquitetura Bizantina e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

f) Slide 5: Inserir uma imagem da arquitetura Românica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

g) Slide 6: Inserir uma imagem da arquitetura Gótica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

h) Slide 7: Inserir uma imagem da arquitetura Renascentista e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

i) Slide 8: Inserir uma imagem da arquitetura Barroca e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

j) Slide 9: Inserir uma imagem da arquitetura Neoclássica e indicar as características pertinentes a mesma. Indicar referência da imagem (nome e data da construção);

k) Data de envio do trabalho: até as 00:00 h do dia 30/03/19

OBS: Meio de envio: e-mail – berg.sardinha@bol.com.br

3– INSTRUMENTO III: – TRABALHO PRÁTICO

Tema Geral: “Conhecendo a cidade que vivo”

Tema Central: Arquitetura em Porto Real

Movimentos estudados:  Grécia, Roma, Bizantino, Românico, Gótico, Renascimento e Neoclássico.

Objetivo: Estudar as características dos movimentos acima citados na arquitetura apresentada nas construções em Porto Real.

Desenvolvimento:

1) Registrar através de fotografia fragmentos e elementos da arquitetura dos movimentos artísticos Grécia, Roma, Bizantina, Românico, Gótico, Renascimento e Neoclássico encontrados em construções ao longo da cidade;

2) Após o registro fotográfico, utilizar o PowerPoint para armazenar os mesmos da seguinte forma:

a) Slide 1 – Capa do trabalho contendo: nome completo, turma, data, nome da escola e tema do trabalho;

 b) Slide 2 – Inserir o registro fotográfico extraído da observação de construções existentes na cidade de Porto Real referente a elementos da arquitetura Grega, Romana, Renascentista e Neoclássica. Indicar com seta o nome técnico do elemento observado. Mínimo três elementos;

 c) Slide 3 – Inserir o registro fotográfico extraído da observação de construções existentes na cidade de Porto Real referente a elementos da arquitetura Bizantina, Românica e Gótica. Indicar com seta o nome técnico do elemento observado. Mínimo três elementos;

 d) Slide 4Conclusão do trabalho – Texto explicativo relatando a experiência adquirida referente as visitas e observações das construções, mencionando o nome da construção observada, data da visita e pequena história da construção estudada.

3) Os trabalhos serão em grupo, seguindo o critério abaixo:

2001 – Dividir a turma em 6 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 3 alunos = 7 grupos

2002 – Dividir a turma em 5 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 6 alunos = 6 grupos

2003 – Dividir a turma em 6 grupos de 4 alunos e 1 grupo de 3 alunos = 7 grupos

OBS: O mesmo grupo fará os trabalhos de pesquisa e prático.

4) Data de envio do trabalho: até as 00:00 h do dia 30/03/19

5) Meio de envio: e-mail – berg.sardinha@bol.com.br

4- INSTRUMENTO IV:  AVALIAÇÃO ESCRITA – Conteúdo:

  1. O que é cultura?
  2. O que é Arte?
  3. O que é Sociedade?
  4. História da arte – Primitivo até neoclássico (todos os textos)

5- INSTRUMENTO V: Avaliação atitudinal

  1. A) Assiduidade – 0,1 décimo
  2. B) Responsabilidade/Comprometimento – 0,2 décimos
  3. C) Comportamento – 0,2 décimos
O QUE É SOCIEDADE
mar 16th, 2019 by Sardinha

O que é Sociedade:

Sociedade é um conjunto de seres que convivem de forma organizada. A palavra vem do Latim societas, que significa “associação amistosa com outros”.

As sociedades humanas são objeto de estudo da Sociologia e da Antropologia, enquanto as sociedades animais são estudadas pela Sociobiologia e pela Etologia.

O conceito de sociedade pressupõe uma convivência e atividade conjunta do homem, ordenada ou organizada conscientemente. Constitui o objeto geral do estudo das antigas ciências do estado, chamadas hoje de ciências sociais. O conceito de sociedade se contrapõe ao de comunidade ao considerar as relações sociais como vínculos de interesses conscientes e estabelecidos, enquanto as relações comunitárias se consideram como articulações orgânicas de formação natural.

Uma sociedade humana é um coletivo de cidadãos de um país, sujeitos à mesma autoridade política, às mesmas leis e normas de conduta, organizados socialmente e governados por entidades que zelam pelo bem-estar desse grupo.

     Os membros de uma sociedade podem ser de diferentes grupos étnicos. Também podem pertencer a diferentes níveis ou classes sociais. O que caracteriza a sociedade é a partilha de interesses entre os membros e as preocupações mútuas direcionadas a um objetivo comum.

O termo sociedade também pode se referir a um sistema institucional formado por sócios que participam no capital de uma empresa, por exemplo, sociedade anônima, sociedade civil, sociedade por cotas, etc. Nesta vertente de negócios, uma sociedade é um contrato pelo qual duas ou mais pessoas se obrigam a contribuir com bens ou serviços para o exercício em comum de certa atividade econômica, a fim de repartirem os lucros resultantes dessa atividade.

Um grupo de pessoas com interesses comuns, que se organizam em torno de uma atividade, obedecendo a determinadas normas e regulamentos, também se denomina sociedade, por exemplo: sociedade de física, sociedade de comerciantes, etc.

O QUE É CULTURA?
mar 16th, 2019 by Sardinha

                                                                                             O que é Cultura:
Cultura significa cultivar, e vem do latim colere. Genericamente a cultura é todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo homem não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade como membro dela que é.
Cada país tem a sua própria cultura, que é influenciada por vários fatores. A cultura brasileira é marcada pela boa disposição e alegria, e isso se reflete também na música, no caso do samba, que também faz parte da cultura brasileira. No caso da cultura portuguesa, o fado é o patrimônio musical mais famoso, que reflete uma característica do povo português: o saudosismo.
Cultura na língua latina, entre os romanos tinha o sentido de agricultura, que se referia ao cultivo da terra para a produção, e ainda hoje é conservado desta forma quando é referida a cultura do soja, a cultura do arroz etc.
Cultura também é definida em ciências sociais como um conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e práticas sociais, aprendidos de geração em geração através da vida em sociedade. Seria a herança social da humanidade ou ainda de forma específica, uma determinada variante da herança social. Já em biologia a cultura é uma criação especial de organismos para fins determinados.
A principal característica da cultura é o mecanismo adaptativo que é a capacidade, que os indivíduos tem de responder ao meio de acordo com mudança de hábitos, mais até que possivelmente uma evolução biológica. A cultura é também um mecanismo cumulativo porque as modificações trazidas por uma geração passam à geração seguinte, onde vai se transformando perdendo e incorporando outros aspetos procurando assim melhorar a vivência das novas gerações.
O conceito de cultura organizacional remete para o conjunto de normas, padrões e condições que definem a forma de atuação de uma organização ou empresa.
A cultura é um conceito que está sempre em desenvolvimento, pois com o passar do tempo ela é influenciada por novas maneiras de pensar inerentes ao desenvolvimento do ser humano.

                         Cultura na Filosofia
De acordo com a filosofia a cultura é o conjunto de manifestações humanas que contrastam com a natureza ou o comportamento natural. É uma atitude de interpretação pessoal e coerente da realidade, destinada a posições suscetíveis de valor íntimo, argumentação e aperfeiçoamento. Além dessa condição pessoal, cultura envolve sempre uma exigência global e uma justificação satisfatória, sobretudo para o próprio. Podemos dizer que há cultura quando essa interpretação pessoal e global se liga a um esforço de informação no sentido de aprofundar a posição adotada de modo a poder intervir em debates. Essa dimensão pessoal da cultura, como síntese ou atitude interior, é indispensável.

                        Cultura na Antropologia
Cultura na antropologia é compreendida como a totalidade dos padrões aprendidos e desenvolvidos pelo ser humano. A cultura como antropologia tem como objetivo representar o saber experiente de uma comunidade, saber obtido graças à sua organização espacial, na ocupação do seu tempo, na manutenção e defesa das suas formas de relação humana. Estas manifestações constituem aquilo que é denominado como a sua alma cultural, os ideais estéticos e diferentes formas de apresentação.

                          Cultura Popular
A cultura popular é algo criado por um determinado povo, sendo que esse povo tem parte ativa nessa criação. Pode ser literatura, música, arte etc. A cultura popular é influenciada pelas crenças do povo em questão e é formada graças ao contato entre indivíduos de certas regiões

O QUE É SOCIEDADE?
mar 16th, 2019 by Sardinha

CULTURA SERVE PARA QUÊ?
mar 16th, 2019 by Sardinha

ARTE SERVE PARA QUÊ?
mar 16th, 2019 by Sardinha

O QUE É ARTE?
mar 16th, 2019 by Sardinha

O que é Arte:

     Arte é a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e ideias, com o objetivo de estimular esse interesse de consciência em um ou mais espectadores, e cada obra de arte possui um significado único e diferente.

A arte está ligada à estética, porque é considerada uma faculdade ou ato pelo qual, trabalhando uma matéria, a imagem ou o som, o homem cria beleza ao se esforçar por dar expressão ao mundo material ou imaterial que o inspira. Na história da filosofia tentou se definir a arte como intuição, expressão, projeção, sublimação, evasão, etc. Aristóteles definiu a arte como a imitação da realidade, mas Bergson ou Proust a vêem como a exacerbação da atipicidade intrínseca ao real. Para Kant, a arte será aquela manifestação que produza uma “satisfação desinteressada”.

À luz do Romantismo, do Vitalismo, da Fenomenologia, do Marxismo, surgem também outras e novas interpretações de “arte”. A dificuldade de definir arte está na sua direta relação e dependência com a conjuntura histórica e cultural que a fazem surgir. E isso sucede porque ao se instaurar e estabilizar um novo “estilo”, este rompe os sistemas e códigos estabelecidos.

Arte é um termo que vem do Latim, e significa técnica/habilidade. A definição de arte varia de acordo com a época e a cultura, por ser arte rupestre, artesanato, arte da ciência, da religião e da tecnologia. Atualmente, arte é usada como a atividade artística ou o produto da atividade artística. A arte é uma criação humana com valores estéticos, como beleza, equilíbrio, harmonia, que representam um conjunto de procedimentos utilizados para realizar obras.

Para os povos primitivos, a arte, a religião e a ciência andavam juntas na figura, e originalmente a arte poderia ser entendida como o produto ou processo em que o conhecimento é usado para realizar determinadas habilidades.Para os gregos, havia a arte de se fazer esculturas, pinturas, sapatos ou navios.

Lista das artes

A arte apresenta-se através de diversas formas como, a plástica, música, escultura, cinema, teatro, dança, arquitetura etc.

Alguns autores (como Hegel e Ricciotto Canudo) e pensadores organizaram as diferentes artes em uma lista numerada. A inclusão de algumas formas de arte não foi muito consensual, mas com a evolução da tecnologia, esta é a lista mais comum nos dias de hoje:

 

1ª Arte – Música;
2ª Arte – Dança / Coreografia;
3ª Arte – Pintura;
4ª Arte – Escultura;
5ª Arte – Teatro;
6ª Arte – Literatura;
7ª Arte – Cinema;
8ª Arte – Fotografia;
9ª Arte – Histórias em Quadrinhos;
10ª Arte – Jogos de Computador e de Vídeo;
11ª Arte – Arte digital.

 

ABSTRACIONISMO
mar 11th, 2019 by Sardinha

  1. Abstracionismo

Com a fotografia, a arte vai perdendo o seu compromisso com a realidade física. Passa a  ser antinaturalista. Daí a arte abstrata alterando os valores  formais, passando do concreto para o abstrato, para o subjetivo. O artista passa a expressar uma realidade interior.

Várias fases do Abstracionismo:

Der Blaue Reiter – “ O Cavaleiro Azul” – surge na Alemanha com Kandinsky e Franz Marc. Coloca na cor a sua expressividade maior. Aprofunda-se na pesquisa da cor, conseguindo variações espaciais e formais. Utilizando a forma, a cor e a linha, o artista expressa livremente seus sentimentos interiores, sem relação com o mundo exterior.

Suprematismo (1913) – supremacia das sensações puras. Criado pelo russo Malevitch, reduz as formas à pureza geométrica do quadrado.

Pesquisa dos efeitos perceptivos do quadrado negro sobre o campo branco nas ambíguas variações de fundo e forma, o Suprematismo tem no retângulo, no círculo, no triângulo e na cruz seus elementos. Pintura que tem como base formas geométricas tem raízes no Suprematismo.

O Suprematismo com Tatein e depois com Gabo recebe o nome de Construtivismo.

Neoplasticismo – desenvolvido por Mondrian, pintor holandês, que, tendo participado do cubismo, continuou simplificando suas formas para conseguir um resultado matematicamente proporcional entre as relações formais de um espaço estudado.

Seu elemento-base é uma superfície plana, retangular e as cores primárias – vermelho, amarelo e azul com pouco de preto e branco.

A arte do Neoplasticismo muito influenciou a arquitetura moderna.

Arte abstrata americana – nascida da fundação, em 1937, da Sociedade dos artistas abstratos, nos Estados Unidos, o Abstracionismo chega a criar um estilo bastante original. É a pintura de ação – “Action Painting” – pintura gestual, criada por Jackson Pollock. Trata-se de uma pintura caligráfica, baseada na escrita japonesa, resultado de um gesto, derramando a tinta na execução da obra.

Movimento Cobra – Fundado por Appel, na Holanda, é uma pintura gestual, livre, violenta na escolha das cores.

A abstração é a negação da representação tradicional figurativa, onde o importante é a criação a partir da imagem vista. O objeto desaparece e a obra deixa de ser uma referência objetiva.

O Abstracionismo trabalha tanto com a emoção como a razão. Ele busca chegar à essência da imagem e para tanto se liberta de todas as convenções representativas. A imitação cede espaço para a expressão de sentimentos, através de cores e linhas e os temas desaparecem, importando apenas os efeitos de tons e formas.

Os principais artistas abstratos foram Kandinsky, que partiu das propostas do expressionismo, Malevitch  que baseou-se na simplificação do Fauvismo e Mondrian que estruturou suas composições a partir das propostas de geometrização do cubismo.

O CUBISMO
mar 11th, 2019 by Sardinha

3. O CUBISMO

O Cubismo, o primeiro dos novos movimentos artísticos do século XX, foi um movimento decisivo na história da arte. Era uma nova maneira de representar o tema de uma pintura.
Ao longo dos tempos, os artistas tentaram solucionar o problema da representação do mundo tridimensional na superfície plana de uma tela ou painel. A partir do século XV, eles vinham obedecendo às regras do desenho em perspectiva, segundo as quais as coisas em primeiro plano são maiores e as coisas distantes, menores. Com isso, dava-se uma ilusão de profundidade aos quadros. Mais tarde, no século XIX, o artista francës Paul Cézanne experimentou um novo método. Estudou cuidadosamente a paisagem natural, identificando as formas geométricas em casas, árvores ou montanhas, mas vendo-as não necessariamente de um único ponto de vista. Talvez seja isso o que verdadeiramente ocorre na visão comum, na qual os olhos das pessoas nunca permanecem imóveis. Então Cézanne redistribuía essas formas numa composição dos objetos que queria descrever. O olhar do espectador reconhece as formas separadas, mas a paisagem total é agrupada na mente. Esse é um processo que ocorre sempre que olhamos para as coisas, mas constitui uma nova maneira de organizar uma pintura, com o abandono da perspectiva tradicional. Em 1904, realizou-se em Paris uma grande exposição da obra de Cézanne. Causou um enorme impacto e encorajou os jovens pintores a procurarem novas idéias. Ao mesmo tempo, eram expostas obras de Vicent van Gogh e Paul Gauguin, e a simplicidade e força de seus trabalhos fizeram com que as atenções dos artistas se voltassem para os primórdios da arte. Surgiu um novo interesse pela arte africana e pelas pinturas rupestres. Os artistas, porém, passaram a olhar com admiração a força e a simplicidade de objetos cerimoniais primitivos, buscando neles renovação e inspiração na arte africana.
O artista que pintou o primeiro quadro cubista, o espanhol Pablo Picasso, foi um dos primeiros a voltar-se para o passado pré-histórico.
Quando Georges Braque viu pela primeira vez a obra de Picasso, ficou atônito. Braque abandonou a perspectiva e construiu formas com cores. Iluminou cada forma separadamente, em vez de representar uma paisagem onde a luz provém de um só ponto.
Assim, Braque e Picasso tinham algo em comum: ambos estavam substituindo a perspectiva tradicional e sua ilusão de três dimensões por um espaço pictórico bem menos profundo. Mostravam figuras e objetos como se estes fossem puxados para a superfície da tela.
O Cubismo divide-se em fases:

FASE TRANSIÇÃO : 1ª FASE 1907 – 1909 – Picasso e Braque trabalham sobre influência de Cézanne. Toda a ilusão de profundidade foi eliminada e os elementos da cena foram trazidos para diante , empilhados como objetos numa caixa.

CUBISMO ANALÍTICO: 2ª fase 1909-1911 – caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os seus elementos em planos sucessivos e superpostos, procurando a visão total da figura, examinando-a em todos os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação dela. A superposição das formas coloca o tempo na pintura. Neste momento é criado no cubismo a quarta dimensão, a inclusão do tempo na obra de arte. O tema, torna-se ainda menos importante. Escolhido o tema, conceberam a idéia de vê-lo de todos os lados e, depois, apresentarem todas essas facetas simultaneamente numa só imagem.

CUBISMO SINTÉTICO: 3ª FASE 1911 -1916 – Tornando menos fragmentada a decomposição das formas, o cubismo passa à fase sintética. As formas reunidas formam uma síntese de elementos. A figura é dividida em planos, segmentos e zonas de cor numa escala de tons. O movimento e a simultaneidade perdem seu valor. Vê-se a figura apenas de um ângulo. Entretanto há mais riqueza de cor. Encontramos letras, palavras inteiras, números e ocasionalmente objetos reais introduzidos em pinturas.

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance: WordPress   »  Style: Ahren Ahimsa